Usa o código HONEYMOONERS e usufrui de 20% de desconto em toda a loja de fotografia!  Ver mais
fechar menu 

Eu sou uma mulher Endo!

 
 

No dia 15/12/2017, comecei a minha caminhada contra uma doença que desconhecia. Após umas fortes dores pélvicas no inicio do mesmo mês fui a uma consulta com a minha ginecologista. Uma ecografia ginecológica revelou algo no meu ovário esquerdo que não era suposto, algo bem grande. Após umas análises que a minha médica me prescreveu vi os meus marcadores tumorais elevados e fiquei muito assutada.

Claro que tive que fazer mais exames e surgiram duas possibilidades: ou tinha cancro no ovário (10% de probabilidade), ou endometriose (os restantes 90%). Da primeira infelizmente toda a gente já ouviu falar, a segunda embora menos conhecida é uma realidade que muitas mulheres enfrentam.

 
 

A endometriose ocorre quando pequenas porções de tecido endometrial, (que se encontra normalmente apenas no revestimento interno do útero), aparecem fora da parte interna do útero, implantando-se noutros locais (peritoneu pélvico, ovários, recto, bexiga, apêndice, intestinos, diafragma, etc.). É uma doença com tamanha expressão e hoje é reconhecida como uma doença social. O seu impacto na sociedade é tremendo, e é considerada como um grave problema de saúde pública. As dores que provoca são incontroláveis e as questões da infertilidade que a ela se associam, assustadoras!

Esperei os resultados com alguma angustia, mas sempre com positivismo e boas energias. Rodeada pelos melhores amigos do mundo, a família mais presente que podia ter, uns pais e uma irmã extremosos e um marido que como sempre foi o companheiro de todas as horas.

 
 

Nesta caminhado encontrei a Dra. Filipa Osório, médica no Hospital da Luz, com um currículo absolutamente fantástico e especialista em endometriose. Acompanhou-me desde esta fase e foi ela que me pediu todos os exames que faltavam para termos a certeza do que se passava e qual a extensão do meu problema. Uma médica extraordinária e um ser humano magnifico!

No dia 23/1/2018, os meus resultados chegaram. Tinha endometriose. O ovário, a trompa e um ligamento esquerdo do útero estavam “invadidos”, tinha que ser operada. A Dra. Filipa explicou-me tudo, como sempre, com a sua calma, honestidade e clareza o que se iria passar. Inclusive havia uma forte possibilidade de ficar sem a trompa esquerda.

Tudo de bom na minha vida acontece dia 7, fiquei noiva dia 7/5/2015, casei dia 7/5/2016, lançamos o nosso blogue dia 7/5/2017 e foi dia 7/2/2018 que fui operada. A Dra. Filipa desejou-me “bons sonhos” e despertou-me sorridente com um, “correu melhor do que estávamos à espera”, tinha conseguido “tirar tudo o que estava a mais” e conservou todas as minhas estruturas, não fiquei sem a trompa! Agora estou a recuperar e eu e a Dra. Flipa seremos companheiras de longa data dado que a doença é crónica. Não a posso admirar mais do que admiro nem lhe ser mais grata do que sou.

 
 

São muitos milhares de mulheres que seguem a minha aventura e do André. São muitas que nos enviam mensagens, que nos apoiam, que nos incentivam. A todas vocês eu também sou grata e por vocês eu também me sinto “responsável”. O meu objetivo com este testemunho é poder ajudar a quem como eu se depara com este problema. A endometriose existe, possivelmente é desconhecida para muitas de vocês (como era para mim), mas acredito que com um diagnóstico precoce e uma abordagem clínica adequada se pode mesmo superar.

Entretanto, descobri que somos uma comunidade, na página www.mulherendo.pt estão mais informações sobre a doença, diagnóstico, tratamento e testemunhos.

E de uma mulher para outras mulheres (e homens, que também nos acompanham e são essenciais nestas lutas), acreditar sempre que se hoje foi mau, amanhã o dia nasce outra vez e temos uma nova oportunidade para o viver melhor.

 
 

Espero recuperar rápido para seguirmos viagem para a Jordânia, já estamos cheios de vontade de por o vestido na mala e seguir. Seguir em frente! O que só faz sentido com vocês, estamos juntos!

Subscreve a nossa newsletter

Segue-nos!

Não percas nenhuma aventura dos honeymooners: