"Como descobri que tenho um cancro?" Ver vídeo
fechar menu 

Porque deves viajar com um seguro de viagens? Desventuras em Zanzibar

 
 

Falar de Zanzibar para nós é sempre difícil. Em Novembro de 2016, ansiosos com as aventuras que iríamos viver nas praias paradisíacas e vilas encantadoras de Zanzibar, seguimos (sem seguro de viagem), de carro até Madrid para apanhar o nosso voo até ao destino final. E foi a partir de aí que as nossas desventuras começaram.

 
 

DESVENTURA 1: O VOO PERDIDO

A menos de 15 minutos do aeroporto de Madrid, o nosso carro avariou em plena autoestrada. No início, estávamos esperançosos. Ainda faltavam 4 horas para o nosso voo, o que nos dava bastante tempo para ligar à seguradora e chegar ao aeroporto a tempo.

Ou assim achávamos. Ao ligarmos à seguradora percebemos que os nossos problemas tinham apenas começado. Desde a escassa ajuda que nos queriam disponibilizar às instruções erradas que deram ao nosso reboque (que acabou por ir parar ao outro lado da autoestrada), levámos horas até podermos finalmente voltar a caminho do aeroporto.

Quando chegámos finalmente, já era tarde demais. O nosso voo já descolara. E, como se isso não fosse stressante o suficiente, eu ainda fui assaltado à porta do aeroporto e roubaram-me a carteira.

Ali estávamos nós: sem carro, sem carteira, e sem voo para Zanzibar.

Mas não íamos desistir. Encontrámos o balcão da nossa companhia aérea, a KLM, que nos informou que, com um pagamento extra de 550€, conseguíamos alterar as datas dos dois bilhetes de avião para uma altura que nos fosse mais conveniente no futuro. Naquele momento, em que estávamos já bastante stressados com todos os imprevistos que tinham surgido, apenas pensámos nas férias que tínhamos marcadas para o próximo ano e decidimos reagendar a viagem para Abril de 2017.

 
 

DESVENTURA 2: A ÉPOCA DAS CHUVAS

Chegado Abril de 2017, fomos novamente para Madrid. Desta vez, o carro não avariou e correu tudo bem até chegarmos ao aeroporto e embarcarmos. Só tivemos um problema que já tínhamos identificado umas semanas antes: esta era a época das chuvas em Zanzibar. E, como viemos a descobrir assim que aterrámos, a época das chuvas em Zanzibar é terrível: a ilha fica deserta, tudo fecha e não há turistas em lado nenhum.

 
 

Aterrámos em Dar es Salaam na Tanzânia e eram centenas os porters que se aproximavam de nós, pressionando-nos para nos levarem as malas e ajudar-nos por uma pequena gorjeta. Em poucos minutos, conseguimos apanhar o ferry para Zanzibar mas, ao chegarmos, ficámos desolados. À nossa volta, caía uma chuva torrencial. Estava tudo molhado e éramos quase os únicos turistas na ilha. Chegámos mesmo a pensar, Onde é que nos viemos meter?

Nem tudo correu mal, claro. Por sermos os únicos turistas, os empregados do nosso hotel (já, por si, muito simpáticos) dedicaram ainda mais atenção aos nossos pedidos e nós pudemos aproveitar as comodidades do nosso hotel com toda a privacidade e conforto.

 
 
 
 

DESVENTURA 3: OS PROGRAMAS CANCELADOS

A chuva, no entanto, não nos deu tréguas. Parece inacreditável mas, durante a semana que lá estivemos, choveu todos os dias. E, com a chuva, foram-se cancelando todos os nossos programas.

Desde logo, a sessão fotográfica teve que ser cancelada. Ficámos tristes, pois já tínhamos tudo programado com o nosso fotógrafo mas acabou por ser impossível tirar fotografias com aquela chuva torrencial.

Aproveitar as praias paradisíacas de Zanzibar também acabou por ser impossível – ainda assim, nós ainda aproveitámos para dar umas corridas à beira-mar todas as manhãs. Por duas ou três vezes, tentámos marcar uma visita guiada a Stone Town mas as excursões acabavam sempre por não sair por causa da chuva. Prison Island também tinha sido um dos nossos destinos para esta viagem, onde ansiávamos ir para ver tartarugas centenárias e fazer snorkelling, mas acabou por ser impossível devido ao mau tempo.

 
 

É difícil quando gastamos assim o nosso dinheiro e tiramos dias do trabalho para estar de férias num destino paradisíaco como é Zanzibar e acabar por ficar muitas horas fechados num quarto de hotel. Por isso mesmo, aproveitámos para explorar sempre que pudemos!

 
 

Num dos dias, alugámos um carro e percorremos toda a ilha. No norte, visitámos Nungwi, uma vila encantadora muito conhecida pela sua praia paradisíaca e os seus pores-do-sol divinais. Com as suas águas transparentes, este é também um dos lugares de eleição na ilha para fazer mergulho. Mais a sul, parámos também em Jambiani para visitar a praia e conhecer o povo desta aldeia piscatória. Passear pelos mercados, ver os homens a pescar e as mulheres a colher algas nas praias, comer as frutas deliciosas à venda à beira da estrada – foi muito engraçado conhecer este lado de Zanzibar!

 
 
 
 
 
 

Foi uma semana sem sol, com bastante chuva, mas que deu para conhecer bastante de Zanzibar. Claro que agora temos vontade de voltar, e de preferência numa altura em que não esteja a chover torrencialmente!

 
 

LIÇÃO APRENDIDA:

No final, toda esta experiência em Zanzibar acabou por ser uma grande lição para nós. Acreditamos que todas as viagens valem a pena e esta não é exceção. Mesmo que não tenha sido a viagem que tínhamos idealizado (de longe, mesmo!) acabou por ser um grande momento de aprendizagem para nós, tanto enquanto casal como enquanto viajantes! Resumidamente aprendemos três importantes lições:

 

O SEGURO DE VIAGENS É INDISPENSÁVEL

A verdade é que nada disto teria acontecido se tivéssemos feito um bom seguro de viagens logo à partida! O seguro que tínhamos no carro não nos ajudou nada para resolver o problema e depois ainda perdemos mais dinheiro ao ter que voltar a marcar a nossa viagem e logo para uma temporada que não era de todo a ideal. Se tivéssemos feito um seguro de viagens teríamos tido todo o apoio e certamente o resultado desta aventura seria outro. Teríamos sido reembolsados do valor dos voos (o hotel reservamos sem custos de cancelamento) e as despesas de regresso a nossa casa estariam totalmente cobertas. Contabilizamos um gasto de cerca de 900€ em despesas à conta deste "acidente", foi pesado mas acreditem que poderia ter sido muito pior. A partir desse momento, decidimos sempre fazer seguro de viagem com a IATI Seguros.

5% DE DESCONTO SEGURO DE VIAGEM

Este exemplo serviu para ajudar imensas pessoas que nos têm acompanhado desde o lançamento do blog, aproveitem o nosso link e ganhem 5% de desconto na reserva de um seguro de viagem com a IATI Seguros, o líder de seguros de viagem na Península Ibérica e aquele em que nós confiamos para as nossas viagens desde que passamos por esta desventura. LINK: 5% de desconto seguro de viagem (tem como destino a página inicial mas quando colocadas as informações sobre a viagem os preços saem com o desconto de 5%).

 
 

ATENÇÃO ÀS DATAS

Esta podia ser óbvia, mas claramente não foi óbvia o suficiente para nós. Por isso, repetimos as vezes que forem necessárias: atenção às datas em que marcam as viagens. Pode estar um sol radiante em Portugal em Maio, mas claramente essa não era a altura ideal para visitar Zanzibar. Atenção a épocas de chuvas, épocas de furacões e tornados e a épocas de mais calor também!

 
 

QUEREMOS CONTINUAR

Por fim, mesmo com todas estas desventuras, esta viagem a Zanzibar fortaleceu-nos muito como casal. Ultrapassámos um momento difícil juntos, com uma atitude positiva e contando sempre com o apoio um do outro, e isso só nos deu ainda mais força – não só para continuar a viajar mas também para continuar este projeto, ultrapassando sempre todos os obstáculos e mostrando ao mundo que viajar pode ser a melhor aventura das nossas vidas.

 
 

5% de desconto!

Somos embaixadores da IATI e temos um desconto exclusivo de 5% para ti em seguros de viagens.

Info Seguros de Viagem

Subscreve a nossa newsletter

Segue-nos!

Não percas nenhuma aventura dos honeymooners: